Oficina EMPATIA & EQUIDISTÂNCIA

Coordenada pelo Dr. Franklin Rodrigues da Costa, foi realizada a Oficina EMPATIA & EQUIDISTÂNCIA. A Diretora de Ensino, Dra. Samira Iasbeck, registrou que a Oficina faz parte da formação continuada aos membros e associados, contribuindo, como atividade reflexiva, para o aperfeiçoamento profissional. A Oficina teve o objetivo de conduzir os participantes à reflexão sobre a relação entre valores imprescindíveis na vida do Mediador: a Empatia, pela necessidade de se colocar no lugar do outro, e a Equidistância, pela importância de ser mantido o preciso distanciamento para não ser envolvido pela situação do outro. A Oficina destacou o respeito do Mediador pelo sofrimento das pessoas, pois esse momento traz aprendizado e evolução, e abordou assuntos muito interessantes: a dualidade da escuridão do espaço sideral e a luminosidade das galáxias; a percepção da infinitude do universo no nosso interior; a utilização do carbono como elemento fundamental na criação do universo e na criação do homem; o estudo dos cientistas russos concluindo ser o DNA eletromagnético e luz pulsante. A Oficina trouxe reflexões sobre o homem como ser eletromagnético e luminescente - criando energia e trocando emoções – e sobre a importância dessa constatação para a Mediação e Arbitragem, pois os mediadores e árbitros precisam estar em uma iluminação intensa para lidar com os sentimentos das partes envolvidas no conflito e eliminar as emoções desagregadoras. Mereceu destaque o cuidado que se deve ter com as palavras, pensamentos, alimentação e repouso para estabelecer o equilíbrio emocional e energético do corpo, mantendo os sentidos mais apurados. A energia que o mediador transfere, impregna o ambiente com uma nova emoção, neutralizando as influências não harmônicas e favorecendo a busca pela melhor solução. Como ser de luz, o homem possui, em seu corpo, centrais de luminescência, como as glândulas. Assim, a voz, além de emitir som – a palavra – emana luz, que vai envolver as pessoas. Por isso, o cuidado com o que é dito: a luz que acompanha o elogio produz endorfina que gera prazer, fazendo com que a pessoa interaja; já a luz que acompanha a crítica produz aborrecimento que gera bloqueio, fazendo com que a pessoa se feche ao diálogo. A Oficina tratou, também, sobre a aura, trazendo fotos Kirlian de pessoas com problemas, em equilíbrio, com intoxicação, viciadas em maconha, paranormal forte, com relacionamento interpessoal de amor e relacionamento crítico. Foi visto sobre a quantidade de hélices do DNA e a relação com a memória, capacidade de convencer, compreensão do mundo e percepção das pessoas. A Oficina terminou com dinâmica para identificar o número de hélices do DNA dos presentes. Esta foi mais uma atividade realizada com muito sucesso para os membros e associados do CEBRAMAR.


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square